terça-feira, abril 24, 2012

Morreram

Dois anos depois, ou nem chegaram aos dois anos. Sinto que palmilhamos pouco esta vida. Como o inverno ainda se faz sentir pelo Minho, e como botas só te tinha a ti, deitei as maozinhas ao ar por não ter-te levado para baixo na ultima visita. Calcei-te a semana toda. Ate que na sexta uma fashion adviser (desconfio que a miúda é a minha pessoal fashion adviser porque me inspeciona todos os dias, e diz-me se estou ou não gira, e confiem em mim é graxa mas como me sinto em baixo por causa dos dentes, das costas, das borbulhas, dos cabelos, etc ela faz-me subir o ego). Disse-me "viu que as suas botas estão rasgadas?", pensei "não estão nada, maluca" pronto a seguir tive o meu desgosto. rasgo mesmo em cima, snif por isso troquei-te por dois pares de melissas, ultrapassadas mas dois pares pelo preço de um.
E roubei um chapéu na escola.

5 comentários:

fados do lar disse...

achas que não dá para remendar ou recuperar?
é onde o rasgão?
se for mesmo em cima, pode ser que dê para colocar alguma pele em jeito de presilha, como essas que a própria bota tem ...

:(

são lindas ...

S* disse...

Oh, estou a ver que foi a semana da morte de todas as galochas... as minhas também rasgaram.

Ana Sofia Santos disse...

fados não sei vou as guardar e depois levar para baixo para ver

S* e a chuva não para

Vânia disse...

são essas? são tãooooo giras, tens de tentar recuperá-las, há sapateiros bem jeitosos, é que são cuper cool:-)

Ana Sofia Santos disse...

Vânia são estas, vamos ver se dão o calçado de inverno não me dura nada