domingo, abril 03, 2011

Alguém vê portugueses pelo mundo?
Daqui a nada vai dar. E a cada programa fico fascinada. Há sempre, mas sempre (vá só Marrocos não teve talvez seja um nicho de mercado, pronto peguem lá nesta ideia de ir pra lá), um arquitecto, um designer, um ilustrador, um fotografo, um artista plástico. E fico sempre fascinada. Vê-se que há mercado, mercado pro portugueses. Mercado para se fazerem coisas diferentes. Mercado pra se ser reconhecido. Mercado para se ter fotos ao lado de rainhas ou princesas. Acho que cada vez mais Portugal é pequeno. E a sua medida, as ambições. E as pessoas que nele vivem.
Chateia-me a falta de cultura geral que as pessoas tem. Qualquer coisinha é boa pra acharem um máximo. E as vezes começa por quem prática quem esta na área. Do género eu dizer a alguém "A Maria "só" foi estagiar pra um dos melhores maiores designers o Sagmeister" e se me respondem "ahhh? quem?" Whatiiiiiiiii? Não sabes quem é? Canudo, volta a estudar. O mesmo se passa na fotografia, aqui desconfio que ainda é pior. Só devem conhecer quem não fez ou não marcou de alguma forma a fotografia.
Frustrada? Um "coche" :) por não ter a coragem de arriscar

7 comentários:

Vânia disse...

Eu sou viciada nesse programa, vejo todas as semanas. Gostei particularmente do Japão, que maravilha aquela organização, fiquei fascinada:-) Oh não quem é que não sabe quem é o Sagmeister??? Para a fogueira já!!

Fazes bem em ficar rabugenta com estes assuntos, a malta tira o curso e acha que já sabe tudo. O design está em constante mutação, há que ver e saber o que se anda a fazer de novo, e estudar, somos uma espécie de médicos mas mal pagos:-)

Beijinhos****

Cris disse...

Gostava de ser fotografa um dia, não gostava de me desiludir com a fotografia como desiludi com o design, por isso prefiro só sonhar, não quero matar esta paixão, como matei a outra...

Ana Sofia Santos disse...

Vânia também adorei o Japão por tudoooo.

Há quem não saiba o que é tão estranho :)
Estou rabugenta sobretudo comigo própria. As vezes por não dar o salto :)***

Cris também tenho medo disso mesmo. Enquanto estudei achava que era muito criativa e que era tudo um máximo. Agora não acho nada disso e as vezes pode ser aborrecido. Mas também gostava de experimentar e saber se é ou não o que quero.

Costinhas disse...

Se há coisa que mais me marcou em tudo o que aprendi em fotografia, foram os meses (sim meses) dedicados à história da fotografia e correntes artísticas.

Acho que é justamente o conhecimento de tudo o que já se fez, e o acompanhar do que é feito agora que nos mantém os pés na terra e ajuda a manter humildes perante os outros.

Seja na fotografia, seja onde for...

(e sim, também gosto desse programa :))

Ana Sofia Santos disse...

Sandra acho que o estudo em qualquer área é importante e faz a diferença sem duvida :)
há sempre alguém que sabe mais que nós hehe

o programa é muito bom

Dulce disse...

O do Japão não vi, mas gostei imenso de todos aqueles que já vi! É um excelente programa! Antes de vir para a África do Sul 'calhou' ver o programa que dedicavam a este país e senti-me logo mais preparada para a mudança :))

Ana Sofia Santos disse...

Dulce então não estas ai a muito tempo. também vi esse (já perdi igualmente um ou outro) mas parece-me tudo apetecível :D